ATIVIDADES | MÉXICO SAGRADO

Atenção! Inscrições abertas!
   "Viagem México Sagrado Días de Muertos 2022"  Faça contato para maiores informações:
Whatsapp: (11) 996 00 21 20
VENHA OLHAR PARA A MORTE SOB UM OUTRO PONTO DE VISTA
DSCF5861.JPG
RENOVE VALORES, PROJETOS E REFAÇA SEU PACTO COM A VIDA

O México, considerado uma das culturas mais antigas e poderosas do mundo, celebra o dia de finados com uma grande festa: cores, músicas, sabores, aromas, vestimentas, etc, são colocados em altares dedicados aos mortos, aos antepassados. Acredita-se que nesses dias, o véu que separa o mundo dos vivos do mundo dos mortos cai, e nossos entes queridos que já partiram, voltam aos seus lares para um pequeno tempo de convívio. Todos os anos assim acontece.

Mexico 2006 061.jpg
serpente.jpg
unnamed (5).jpg

A cerimônia para nossos mortos são dias de preparação, dias de festa, aonde se constroem altares com oferendas abundantes: as comidas que eles mais gostavam, preferências quanto a música, roupa, objetos pessoais, e até seus vícios.
São dias de contentamento, de agradecimento pela vida que nos chega através deles, de conexão, de convivência e interação. Por isso tanta alegria, tanto cuidado e carinho na hora da construção dos altares, pois desta forma os recebemos com toda nossa reverência e amor.
 
TEPOZTLÁN, lugar onde o grupo ficará hospedado, é considerado um vale mágico no México desde época pré-hispânicas e, é até hoje, rota de peregrinação. Lugar de cura desde tempos antigos, foi hospital na época da revolução mexicana e até hoje, tem um pouco essa função: concentra terapeutas e pessoas em busca de autodesenvolvimento e cura, que chegam de todas as partes do mundo. Rodeado de montanhas de pedras vulcânicas muito antigas, que criam um campo vibracional diferente do habitual, propicia um contato profundo com nosso inconsciente e com outros níveis de realidade. Ficaremos hospedados na Casa Azul.
 Veja o site:  https://casaazuldetepoztlan.com.mx/index.php/inicio/
Veja o vídeo da Casa Azul: 

COORDENAÇÃO
 

IMG_7113.JPG
IMG_3717-003.JPG

Santiago Ortella, xamã e médico tradicional olmeca, guardião da sabedoria do México Antigo, nos ajudará a construir os altares para nossos mortos, segundo essa Tradição. Esses altares vão honrar nossa ancestralidade e, de forma cerimonial, cantaremos, dançaremos, falaremos sobre a morte sem tabu, lembraremos nossos mortos através de fatos interessantes, e os convidaremos para viver conosco essa grande festa.

Sandra Sofiati, psicóloga formada pela USP em 1975, trabalha como psicoterapeuta há 47 anos. Fez especialização em Bioenergética, na Escola do Desvendar da Voz, em Pathwork e em Constelações Familiares. Foi professora do Instituto Sedes Sapientiae, Senai e Unifesp, ensinando o método de Terapia de Corpo e Voz Corpo Sonoro, idealizado por ela. Leva grupos ao México no programa cultural e terapêutico México Sagrado há 26 anos.

PROGRAMAÇÃO

casa azul - cópia.jpg

Primeiro dia

Chegada ao México no final do dia. Traslado até Tepoztlán. Hospedagem na Casa Azul. Jantar e descanso

IMG_7067.JPG

Segundo dia

Preparação corporal e integração do grupo. Roda de Medicina Ancestral. Limpeza energética. Visita ao cemitério de Santiago de Tepetlapa. Ida ao mercado de Tepoztlán. Compra das oferendas para os altares. Roda de conversa sobre o tema da morte. Meditação. Descanso. 

Mexico 2006 061.jpg

Terceiro  dia

Cerimônia às 4 direções. Filosofia e Práticas Toltecas sobre o tema da morte. Visita ao cemitério de Santiago de Tepetlapa. Construção dos Altares. Convivência festiva com nossos mortos. Exercícios de Constelação Familiar. Meditação: A Morte como Conselheira. Relaxamento. 

unnamed (3).jpg

Quarto dia

Ida à Ocotepec, para visitar os altares que essa comunidade construiu para seus mortos. São famosos e expostos ao público.  A morte como metáfora: o que deixar morrer em si. Testamento vital. A última dança do guerreiro. Desconstrução dos altares. 

figura.jpg

Quinto dia

Despedida e encerramento dos trabalhos. Saída de Tepoztlan após café da manhã. Visita ao Museu Nacional de Antropologia na Cidade do México, sob coordenação do guia turístico Álvaro. Ida ao Aeroporto Internacional da Cidade do México no final do dia. Volta ao Brasil. 

Vim trabalhar uma morte recente, a da minha mãe, muito recente.  Saio daqui consciente da integração entre vida e morte, e da importância do viver aqui agora. 

"Essa viagem foi incrível para entender as várias maneiras de se lidar com a morte"

"Saio daqui consciente da integração entre vida e morte, e da importância do viver aqui agora." 

FOTOS

Veja as últimas edições da viagem México Sagrado - Días de Muertos