BLOG

NÃO TEMAS O MAL: DE REICH A PATHWORK

 

Pioneiro da psicoterapia corporal, W. Reich foi o primeiro dos psicoterapeutas a considerar o ser humano uma unidade corpo-mente. Ao fazer intervenções somáticas na neurose, foi expulso da Sociedade de Psicanálise fundada por Freud.

Como psicoterapeuta, sempre busquei a integração entre a psicanálise  e a psicoterapia corporal, até que nos anos 90, integrei também a dimensão transpessoal através do Pathwork. Não gosto desse nome, primeiro por ser americano, depois porque sua tradução literal, o Trabalho do Caminho, não expressa o que de fato essa teoria e método são. Blanca Rosa Anõrve, psicoterapeuta corporal mexicana, o faz brilhantemente quando compara o Pathwork com  Reich. A melhor maneira de falar sobre as duas abordagens, em suas diferenças e semelhanças, é publicar um texto de Blanca.

PS: couraça muscular, nosso corpo bloqueado, aqui é sinônimo de Mal. 

 

“Uma das conclusões a que W.Reich chegou é que a energia que nutre o impulso vital (Freud:libido) se encontra livre na atmosfera; o orgônio é o que sustenta todas as funções vitais. Seu fluxo livre, natural e espontâneo manifesta-se nos seres humanos como AUTOREGULAÇÂO, RESPONSABILIDADE, CRIATIVIDADE e AMOR À VIDA E AO VIVO. Seu bloqueio crônico cria estancamento energético e gera NEUROSE, AUTO-DESTRUIÇÃO, ÓDIO À VIDA E AO VIVO.


O medo de expressar estes impulsos negativos e a ameaça que vem junto, nos levam a criar uma capa defensiva, a COURAÇA CARACTERIOLÓGICA, que restringe o fluxo, a motilidade psíquica-emocional e a espontaneidade, criando rigidez (repressão internalizada) e desarmonia.

 

No Parhwork a fonte de toda criação se personaliza nos seres humanos como SER SUPERIOR e contém o anseio básico de SER, CRESCER E AMAR. Contém também a SABEDORIA e a SERENIDADE para reconhecer, a COMPAIXÂO para compreender e aceitar amorosamente e o PODER para transformar nossa realidade em harmonia com as leis espirituais. Pelo contrário, o VOLUNTARISMO, o ORGULHO e o MEDO (EU INFERIOR), geram separação, ignorância e ódio. Para evitar esses sentimentos que nos ameaçam, envergonham e culpabilizam, criamos uma falsa identidade: a MÁSCARA.

 

As terapias neo-reichianas e o Pathwork propõe processos, métodos e técnicas para dissolver a camada externa defensiva, com o intuito de reconhecer, reativar e expor sentimentos verdadeiros em toda sua gama, desde os mais destrutivos até o anseio profundo de amor e harmonia.

 

Apesar da ausência, e além disso, da rejeição do conceito religioso ou espiritual, W.Reich concluiu que o processo de desbloqueio leva à liberação do fluxo energético, que produz fibrilações  que expandem os limites do ego e com isto os sentimentos de unidade com o cosmos (experiência espiritual).

 

O Pathwork vai além dos limites da psicoterapia, mas se intersecta com ela na proposta de um processo de auto conhecimento baseado na tomada de consciência da verdade da realidade interior e, em particular, com a psicoterapia de base reichiana, no reconhecimento de nossas distorções, projeções, transferências e na reativação de nossa energia vital, desbloqueando os impulsos negativos e reorientando-os em favor da vida”.

 

 

Para participar do grupo semanal de Pathwork, ligue (11) 996 00 21 20 para conversarmos.

 

Please reload

CATEGORIAS
Please reload

ARQUIVOS
Please reload

SIGA-ME
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Pinterest Icon

Tel: (55) (11) 996 00 21 20

contato@sandrasofiati.com.br

whatsapp-button azuk.png

Rua Madalena, 145

Vila Madalena I S.P - SP

 Brasil

Instagram-icon-WHITE-300x300.png
facebook_logo_white.png
YouTube_light_icon_(2017).svg.png